domingo, 16 de agosto de 2009

Noções de Política Econômica

Política econômica é o conjunto de medidas tomadas pelo governo de um país, com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico, o pleno emprego, equilibrar o volume financeiro das transações econômicas com o exterior, garantir a estabilidade de preços, o controle da inflação e promover a distribuição da riqueza e da renda.
Podemos definir, também, como: conjunto de intervenções do governo de um país em sua economia, procurando alcançar certos objetivos.
Dependendo desses objetivos, a política econômica pode ser chamada de:
ESTRUTURAL: quando visa modificar a estrutura econômica do país, chegando a regular o funcionamento dos mercados, extinguir ou criar empresas públicas e alterar a distribuição de renda.
DE ESTABILIZAÇÃO CONJUNTURAL: quando objetiva administrar uma depressão econômica, combater inflação e escassez de produtos.
DE EXPANSÃO: quando visa a manutenção ou a aceleração do desenvolvimento econômico.
Para alcançar seus objetivos, o governo utiliza diversos instrumentos (meios). A política econômica pode ser classificada em Política Fiscal, Política Externa, Política de Rendas e Política Monetária.
Política Fiscal:
Conjunto de decisões e ações relacionadas com os gastos (despesas) dos governos federal, estadual e municipal e arrecadação de impostos (receitas).
A política fiscal centraliza suas preocupações nos gastos do setor público e nos impostos cobrados da sociedade, buscando o equilíbrio entre a arrecadação e as despesas governamentais, para atingir os objetivos macroeconômicos e sociais. Caso as receitas sejam superiores à soma das despesas, diz-se que o governo tem um superávit fiscal primário e, caso sejam inferiores, um déficit fiscal primário.
Política Externa:
Conjunto de medidas que tem por objetivo manter o equilíbrio do balanço de pagamentos do país, proteger setores em desenvolvimento e desenvolver relações comerciais com outros países.
Pode ser subdividida em política cambial e política comercial:
Cambial: conjunto de medidas e ações do governo federal que influem no comportamento do mercado de câmbio e da taxa de câmbio.
Comercial: conjunto de medidas que afetam o comércio com outras nações, inclusive a adoção de cotas, aberturas de linhas de crédito para importação e exportação.
Política de Rendas:
Conjunto de medidas que têm por objetivo a redistribuição da renda, a garantia de renda mínima a determinados setores ou classes sociais, a redução do nível das tensões inflacionárias etc.
Exemplos de políticas de rendas adotadas no Brasil: Política de Preços Mínimos – garante um preço mínimo aos produtos agropecuários -, Política Salarial, Política de Controle de Preços, etc.
Política Monetária:
Conjunto de medidas para controlar o volume da liquidez global à disposição dos agentes econômicos. Neste caso, liquidez quer dizer “quantidade de dinheiro que circula na economia”.
Instrumentos de Política Monetária
O governo atua sobre a quantidade de moeda, de crédito e sobre o índice das taxas de juros de sua economia. Para isso, utiliza os seguintes instrumentos:
Operações de mercado aberto: também conhecida como open-market. Por meio desse instrumento o Bacen regula o fluxo de moeda via compra e venda dos títulos públicos federais – chamados de títulos da dívida pública. Fluxo de moeda é o movimento de entrada e saída de moeda de um mercado. É um instrumento bastante versátil por acomodar as variações diárias de liquidez.
Redesconto: também chamada de empréstimo de liquidez. Trata-se de uma linha de crédito do Bacen destinada às instituições financeiras, com o objetivo de suprir eventuais necessidades de caixa.
Depósito Compulsório: é o percentual sobre produtos financeiros (depósitos à vista, depósitos a prazo, poupança, etc) que os bancos são obrigados a recolher ao Bacen.
Com estes instrumentos o Bacen pode aumentar ou diminuir reservas bancárias em pouco tempo.

7 comentários:

Anônimo disse...

Ótima explanação! Sucinto,objetivo, claro e excelente conteúdo.

Anônimo disse...

Se todos os professores fossem objetivos e claros como o deste artigo, haveria muita gente gostando de estudar.
Obrigado pelas explicações.

Anônimo disse...

gostei muito, esclareci todas as dúvidas sobre o assunto! obrigado professor.

Anônimo disse...

Simples, didático. Me ajudou muito na preparação de material de estudo.
Grato!

Anônimo disse...

ÓTIMO TEXTO. MUITO FÁCIL DE ENTENDER. TEXTOS COMO ESSE AJUDAM DE VERDADE QUEM ESTÁ COM UMA DÚVIDA! OBRIGADO!!

Anônimo disse...

excelente texto, inclusivo estou lendo o livro da 2ª edição, conhecimentos bancarios para concursos,do mesmo autor. Tem tudo que se precisa em conhecimetos bancarios.

Douglas dos Santos disse...

Um texto absolutamente lacônico, foi conciso em suas palavras, muito didático e fácil de entender. Parabéns.